O Banco Mundial estimou hoje que a economia brasileira deverá desacelerar este ano, em relação ao ano passado, apesar da revisão em alta de 1,3% para 1,7% do Produto Interno Bruto (PIB).

Na atualização das previsões de crescimento para a América Latina e o Caribe, o Banco Mundial frisou que a expectativa é de que no Brasil “ocorra uma desaceleração em relação a 2023”.

Apesar da previsão de crescimento de 1,7%, contra os 2,9% registados em 2023, o crescimento do Brasil está em linha com a evolução do PIB na região (+1,6%), de acordo com o Banco Mundial.

O Governo brasileiro estima que a economia do Brasil cresça 2,2% este ano e o Banco Central prevê uma subida de 1,9%, números superiores aos apresentados hoje pelo Banco Mundial.

Para 2025 a projeção do Banco Mundial é de que a maior economia da América Latina cresça 2,2% em 2025 e 2% em 2026.

No relatório, o Banco Mundial antecipou ainda que a taxa de pobreza diminuiu em 2023, grande parte devido às medidas de apoios sociais lançadas pelo Governo brasileiro chefiado por Lula da Silva.

Por: Lusa