Homem morre no último dia de trabalho antes de se reformar

1572

Era suposto ser um dia de festa. Após mais de três décadas a trabalhar para a empresa de confeção Belvest, Michele Barco ia reformar-se.

 

Era o seu último dia de trabalho, e à mesa havia comida e bebidas para celebrar. O homem, de 59 anos, contudo, colapsou e acabou por morrer.

Os colegas chamaram imediatamente ajuda, mas quando os paramédicos chegaram, já só conseguiram declarar o óbito do homem, causado por um ataque cardíaco.

Michele era um veterano da empresa de confeção de roupa, onde trabalhava na área do controlo da qualidade. e muitos tinham estado sob a sua alçada, observando-o e aprendendo com a sua experiência. Segundo os que o conheciam, Michele Barco, que não era casado nem tinha filhos, nunca tinha tido problemas cardíacos e nada indicava que uma doença súbita o pudesse ter atingido.

O incidente aconteceu a 31 de janeiro e perante o sucedido, naquele momento, toda a operação da empresa parou, naquela que foi uma espécie de homenagem ao homem que dedicou parte da sua vida à empresa italiana.

Por: Noticias ao Minuto