Insólito: Médicos procuram bebé durante cesariana e não o encontram

1454
A inacreditável história de Amber Hughes, uma jovem de 21 anos, começou 36 horas depois de ter entrado em trabalho de parto. Estava grávida com 30 semanas de gestação. Os médicos decidem fazer cesariana e preparam a paciente para o grande momento da sua vida: iria dar à luz.
Foto: Daily Mail
Só que em poucos minutos o sonho transformou-se em pesadelo, por culpa de um erro médico pouco comum. Depois de realizarem o corte, quando se preparavam para retirar o bebé, os clínicos não conseguiram encontrá-lo. A cara de desespero dos médicos deixou Amber apavorada, ao ponto da jovem paciente começar a chorar. Durante dois minutos, procuraram o bebé ‘desaparecido’. Os médicos procuravam Olly dentro do útero de Amber, até que foram surpreendidos pelo choro do bebé. Encontrara-no já nas pernas da mãe: acabou por nascer de parto natural e ficou escondido debaixo dos lençóis, sem que ninguém percebesse. Amber Hughes, residente em Leicester, na Inglaterra, revela agora ao Mailonline que pretende ver apuradas responsabilidades. Além do erro clínico grave – o corte de cesariana era dispensável – não recebeu sequer um pedido de desculpa por parte do hospital. Além de que, alega, colocaram em risco a vida do bebé. A criança nasceu há seis meses, mas a história só foi tornada pública há poucas semanas. Amber e o seu bebé permaneceram internados durante cinco semanas.