Piroga com cinco pessoas e cinco corpos deu à costa em Cabo Verde

776

Uma piroga com cinco pessoas e cinco corpos deu ontem à costa na ilha de São Vicente, Cabo Verde, anunciaram as autoridades.

caso é semelhante a outros de embarcações que ficam à deriva no oceano Atlântico, depois de largarem do continente africano com o objetivo de chegar a espaço europeu, no arquipélago espanhol das Canárias, mas sem meios adequados.

“Neste momento, temos cinco pessoas no hospital a receber tratamento e cinco já cadáveres”, referiu Vitória Veríssimo, comandante regional do Serviço Nacional da Proteção Civil.

De acordo com alguns documentos pessoais, seguiam na embarcação ocupantes naturais de, pelo menos, três países: Mauritânia, Mali e Senegal.

“Ainda não há certeza da origem da piroga”, disse Vitória Veríssimo, acrescentando que todos são homens e “aparentemente jovens”.

O Centro Conjunto de Coordenação de Salvamento, da Guarda Costeira cabo-verdiana, já tinha recebido informações do Senegal sobre embarcações do tipo avistadas dias antes.

Ontem, os bombeiros foram acionados pela Polícia Nacional de Cabo Verde pelas 09:30  para a zona de Calhau, costa leste da ilha de São Vicente, local onde foi dado o alerta para a embarcação.

As autoridades estão a fazer buscas nas áreas adjacentes na eventualidade de haver outros ocupantes.

Os trabalhos em curso incluem a Polícia Nacional, militares das Forças Armadas, operacionais da Cruz Vermelha e elementos da Polícia Judiciária (PJ).

Entretanto, os corpos foram transportados para a casa mortuária do Hospital Baptista de Sousa, no Mindelo, para a PJ fazer diligências necessárias para o reconhecimento.

O arquipélago de Cabo Verde tem sido pontualmente destino de embarcações à deriva com pessoas que arriscam a vida com barcos precários, em alto mar, para chegar à Europa, em fuga da pobreza e violência.

Registaram-se outros três casos nos últimos 16 meses.

Em novembro de 2022, uma embarcação com 66 imigrantes senegaleses deu à costa, na ilha do Sal.

Em janeiro de 2023, uma piroga chegou à ilha da Boa Vista com 90 migrantes africanos a bordo, dois deles mortos.

Um barco que partiu do Senegal em julho de 2023, com 101 pessoas, foi encontrado à deriva junto à ilha do Sal, Cabo Verde, em agosto, com 38 sobreviventes, assistidos e repatriados.

Por: Lusa