Os transportes por via aérea foram os que mais cresceram no último ano em Cabo Verde, em comparação com 2022, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) consultados hoje pela Lusa.

número de passageiros nos aeroportos e aeródromos nacionais cresceu cerca de um quinto (19,1%), superando o crescimento por via marítima (mais 7,9% de passageiros) e terrestre (7,2%).

Os números estão em linha com os dados da Agência de Aviação Civil (AAC), que, em fevereiro, anunciou que o movimento doméstico de passageiros subiu para 500 mil e o movimento internacional superou dois milhões de passagens (chegadas e partidas).

A via aérea foi também a que mais cresceu ao nível de carga: “o número de aviões movimentados cresceu 11,9%, a tonelagem de cargas movimentadas cresceu 8,4% e a tonelagem dos correios movimentados cresceu 7,5%, em relação ao ano de 2022”, anunciou o INE.

Já nos portos cabo-verdianos, “o número de navios movimentados cresceu 2,6%, a tonelagem de mercadorias movimentadas subiu 7,5% e o número de contentores de 20 pés movimentados aumentou 0,8%”.

Os transportes coletivos urbanos regulares de passageiros são um importante meio de mobilidade em cada uma das nove ilhas habitadas e o total de quilómetros percorridos cresceu 7%, apesar de o total de horas trabalhadas ter diminuído 7,8%.

O índice de passageiros transportados por quilómetros nos diversos percursos cresceu 0,9% e o número de lugares oferecidos pelos autocarros cresceu 1,4%, face ao ano de 2022, conclui o INE.

Por: Lusa